Portal da Cidade Mariana

Segurança

Você sabia? Trânsito seguro pode ser sinônimo de economia!

Às vésperas da comemoração do Dia Nacional do Trânsito, Senado aprovou o PL 3.267/2019, que aumenta insegurança e flexibiliza regras do Código de Trânsito.

Postado em 25/09/2020 às 14:20 |

(Foto: Portal da Cidade de Mariana)

O mês de setembro é marcado pelas ações em torno do Dia Nacional do Trânsito, comemorado em 25 de setembro. Mesmo diante de ações destinadas ao trânsito seguro e seus impactos na sociedade, o Senado aprovou o Projeto de Lei 3.267/2019, que flexibiliza regras do Código de Trânsito Brasileiro.

Como foi modificado no Senado, o projeto volta para nova votação na Câmara. Mas, em rede social, o presidente Jair Bolsonaro já adiantou que nesta semana será sancionada.

A cada ano, 1,35 milhões de pessoas vão a óbito por Acidentes de Transporte Terrestre (ATT) no mundo, sendo essa a principal causa de morte entre pessoas de cinco a 29 anos de idade. São mortes evitáveis.Lamentamos a postura do nosso Congresso Nacional diante de um assunto tão sério e delicado, com grandes impactos para economia e sociedade, mas seguimos trabalhando para a valorização do trânsito e dos profissionais que atuam para mantê-lo seguro”, declara o diretor da Associação de Clínicas de Trânsito de Minas Gerais (Actrans-MG), João Neto.

O projeto, apresentado pela Presidência da República, traz várias alterações, entre elas a diminuição na punição para excesso de velocidade e o aumento da validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que passou de cinco para dez anos aos condutores com até 50 anos de idade.

TRÂNSITO SEGURO 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os principais fatores de risco comportamentais para ATTs são velocidade, alcoolemia e não uso de capacete, cinto de segurança e dispositivo de retenção para o transporte de crianças, acrescidos, mais recentemente, da utilização de substâncias psicoativas por motoristas e da falta de atenção ao conduzir. É importante lutar por um trânsito seguro, porque já faz parte de uma nova concepção de bem-estar e qualidade de vida.

ECONOMIA

Se por um lado os acidentes no trânsito trazem sofrimentos aos pacientes e seus familiares, por outro eles geram consequências para o bolso. Na última década, as internações hospitalares decorrentes de acidentes de trânsito atingiram cerca de R$ 2,9 bilhões do Sistema Único de Saúde (SUS), em valores atualizados pela inflação do período.

Em Minas Gerais, de acordo com dados do Ministério da Saúde, por meio do Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS), no mesmo ano, foram registrados gastos de R$29.119.366,03 em despesas com internações.

O estado, que concentra a maior malha viária federal do país, com cerca de 8.854 quilômetros, também apresenta o maior número de acidentes com vítimas. Em 2018, foram 7.214 ocorrências, o que representa 13,3% do total. Em relação aos acidentes com morte, Minas também está na liderança, com 693 mortes em rodovias federais em 2018.

A diminuição nas ocorrências de trânsito pode gerar economia nas contas públicas. Os gastos com acidentes, incluindo atendimento médico-hospitalar, seguros de veículos, danos a infraestruturas, perda ou roubo de cargas, entre outras despesas poderiam ser direcionados para outras áreas prioritárias da assistência em saúde.

Portanto, busque dirigir com atenção e se manter atualizado com relação ás legislações e informações relativas ao trânsito.


Receba as notícias através do grupo oficial do Portal da Cidade Mariana no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. 📲

Participe: CLIQUE AQUI 👈

Faça parte também das nossas redes sociais: Facebook e Instagram.

Fonte:

Receba as notícias de Mariana no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário