Portal da Cidade Mariana

Terça Literária

Amar

Confira poesias, crônicas, contos e diversos textos na nossa nova editoria.

Postado em 18/08/2020 às 16:35 |

(Foto: Pixabay)

As produções da literatura são um âmbito importante da cultura. Podem provocar emoções diversas e trazer sentimentos no leitor. Estimular a cultura e ajudar a sua disseminação é papel de todos, assim o Portal da Cidade de Mariana lança a nova editoria: "Terça Literária". Acompanhe nossas publicações nas terças para conhecer o melhor da cultura e poesia de diversos autores.

Para inaugurar essa editoria, trazemos um lindo poema que fala sobre uma das maiores necessidades e pulsões humanas: o amor!


Amar – Carlos Drummond de Andrade

Que pode uma criatura senão,

entre criaturas, amar?

amar e esquecer, amar e malamar,

amar, desamar, amar?

sempre, e até de olhos vidrados, amar?


Que pode, pergunto, o ser amoroso,

sozinho, em rotação universal,

senão rodar também, e amar?

amar o que o mar traz à praia,

o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha,

é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?


Amar solenemente as palmas do deserto,

o que é entrega ou adoração expectante,

e amar o inóspito, o cru,

um vaso sem flor, um chão de ferro,

e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de rapina.


Este o nosso destino: amor sem conta,

distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,

doação ilimitada a uma completa ingratidão,

e na concha vazia do amor a procura medrosa,

paciente, de mais e mais amor.


Amar a nossa falta mesma de amor,

e na secura nossa amar a água implícita,

e o beijo tácito, e a sede infinita.

– Carlos Drummond de Andrade, em “Claro enigma”. 1951.


Receba as notícias através do grupo oficial do Portal da Cidade Mariana no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. 📲

Participe: CLIQUE AQUI 👈

Faça parte também das nossas redes sociais: Facebook e Instagram.

Fonte:

Receba as notícias de Mariana no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário