Portal da Cidade Mariana

Esclarecimento

Entenda: SESI Mariana deixará o município

Da FIEMG: SENAI e Ponto Volante de Cultura permanecerão; Prefeitura assumirá atividades no espaço do Teatro

Postado em 21/02/2019 às 09:34 |

Sesi Mariana (Foto: Júlia Carvalho)

O Centro de Cultura SESI Mariana tem programação prevista até o fim de março, entretanto, em acordo com a Prefeitura Municipal, o prédio, que foi emprestado a ele, será devolvido e o município ficará responsável por dar continuidade às ações no espaço.

A FIEMG recorreu à Administração Pública afirmando não ter mais condições de permanecer com o contrato, que já vinha sendo renovado há vários anos, mas que permanecerá com o Ponto Volante de cultura e também como apoiador do município em outras atividades como o SENAI.

Um acordo estabelecido entre as partes é que os materiais utilizados tais como equipamentos de som, iluminação e cadeiras serão cedidos em comodato à Prefeitura para utilização do espaço.

Ainda segundo o secretário de Cultura e Turismo, Efraim Rocha, os colaboradores não serão mantidos, visto que o modelo de contratação municipal segue moldes de uma legislação que faz com que seja de forma diferente, mas pontua que há planos de manter pessoas específicas que possam ser fundamentais para a qualidade dos serviços prestados a quem loca o espaço, como determinados técnicos, por exemplo.

Com relação a locações externas, a Administração Pública pretende trabalhar a fim de que as agendas sejam cumpridas de modo parecido com o que já era feito. Quanto a atividades culturais, a Secretaria de Cultura está conhecendo o que a população deseja para ver dentro das possibilidades, visto que não havia previamente um orçamento direcionado a isso, o que pode ser executado. 


Em esfera nacional

Desde o ano de 2015 já vem sendo discutida a possibilidade de um corte de 30% nas verbas direcionadas ao Sistema S. O Sistema S compreende instituições como SESI, SESC, SENAI, SEBRAE, entre outros e são administrados em Minas Gerais pela FIEMG e  respectivos órgãos responsáveis em outros estados.

Segundo o Jornal O Tempo, os recursos que são arrecadados para o Sistema Fiemg são 50% via compulsoriedade (que empresas pagam de maneira compulsória, ou seja, obrigatória) e outros 50% de recursos voluntários (tais como o valor que os alunos pagam pelos cursos que fazem).

Antes de tomar posse na nova gestão, o ministro da economia Paulo Guedes anunciou o corte nas verbas a fim de conter os gastos públicos e estes seriam entre 30% e 50%. As entidades, em contrapartida, liberaram uma nota afirmando que os serviços seriam prejudicados, podendo levar ao fechamento de unidades e demissão de funcionários. Ainda não se sabe se essa é a única razão para o término das atividades no espaço do Cine Teatro Municipal em Mariana.

Para Marina Albergaria, instrutora de dança contratada da instituição, o motivo disso não é por um descuido do local. “O processo de desligamento da escola de cultura foi feito de forma gradual desde o segundo semestre de 2018. Apesar de não ter tido nenhum esclarecimento para os profissionais, aos poucos a equipe foi vendo um a um sendo demitido. Nesses 26 anos do SESI em Mariana, acredito que este era o momento de sua melhor performance, com uma infraestrutura de primeira, com muita qualidade e profissionais muito bons”, ressalta ela.


As inquietações

Muitos internautas questionaram o rumo que será dado ao espaço, a forma como será utilizado e a qualidade dos serviços prestados. Todos os grupos, de Mariana, região ou até mesmo os renomados vindo de fora eram tratados de forma igualitária e há uma preocupação dos artistas quanto ao que vai acontecer.

A transição de uma administração pode trazer a primeiro instante desconfortos, mas Efraim assegura que será feito o melhor em favor da cultura marianense. “Há uma expectativa real de uma boa utilização do espaço, a cidade não será prejudicada, o teatro não vai fechar suas portas. A gente ouve muitas conjunturas, as pessoas dizem que agora vai acabar, mas peço um voto de confiança”, completa ele. Ele esclarece ainda que o pedido de recisão do contrato não é motivado por nenhuma atitude da Prefeitura de Mariana. 


Confira na íntegra a nota da gerência do SESI ao Portal da Cidade Mariana:

“O SESI está presente em Mariana, atuando no atendimento à indústria com produtos e serviços de promoção da saúde e da qualidade de vida do trabalhador.

O Centro de Cultura SESI Mariana tem programação prevista até o fim de março. O atendimento administrativo funciona normalmente na unidade.  O prédio em estilo neoclássico, que pertence à Prefeitura Municipal, foi restaurado pelo SESI e dispõe de galeria, espaço multiuso e teatro totalmente equipado, com capacidade para 300 lugares. Em acordo com a administração municipal, o imóvel será devolvido à prefeitura que ficará responsável pela continuidade das ações no espaço. O SESI mantém ainda o Ponto Volante, com atividades culturais itinerantes em cidades e distritos da região.

Em Mariana, o Sistema FIEMG mantém a Escola SENAI, que oferece cursos técnicos profissionais em diversas áreas como Aprendizagem Industrial, qualificação profissional e de aperfeiçoamento.”

Fonte:

Deixe seu comentário