Portal da Cidade Mariana

Insegurança

Barragem da Vale em Ouro Preto não tem declaração de estabilidade

A mineradora iniciou protocolo de emergência em diques e teve a declaração de estabilidade negada para 4 barragens em Minas Gerais.

Postado em 04/09/2020 às 11:00

(Foto: Júlia Souza I Jornalista )

A mineradora Vale segue envolta em circunstâncias polêmicas em se tratando de suas barragens em Minas Gerais. Nesta semana, dois diques de suas barragens tiveram a declaração de estabilidade negada, o que culminou no início do protocolo de emergência em nível 1.

A emergência está inserida no PAEBM (Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração), e o nível 1 não requer o remanejamento dos moradores residentes das áreas de risco ou o toque de sirenes.

Contudo, ele representa a necessidade de manter um estado de alerta, o que significa que há uma situação desfavorável nas condições da estrutura que, contudo, pode ser manejada pela própria empresa.  

Nesta quarta feira (02) a Vale iniciou o protocolo em dois diques, sendo eles o dique Paracatu, na mina Fazendão, em Catas Altas, e o dique Patrimônio, na mina Gongo Soco, em Barão de Cocais.

Além disso, outras quatro barragens tiveram suas declarações de estabilidade negadas e já estavam em protocolo de emergência em nível 1. São elas:

  • Barragem Borrachudo II, na mina Cauê, em Itabira; 
  • Barragem Área IX, na mina de Fábrica, em Ouro Preto;
  • Barragens 6 e 7A, na mina das Águas Claras, em Nova Lima.

De acordo com a Agência Nacional de Mineração, a Vale se antecipou e avisou que seis estruturas não receberam as Declarações de Condição de Estabilidade (DCEs). 

O Portal da Cidade de Mariana entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Vale e, em breve, voltaremos com maiores informações sobre a situação.  

 

Receba as notícias através do grupo oficial do Portal da Cidade Mariana no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. 📲

Participe: CLIQUE AQUI 👈

Faça parte também das nossas redes sociais: Facebook e Instagram.

Fonte:

Receba as notícias de Mariana no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário