Portal da Cidade Mariana

BARRAGEM

Fundação Renova apresenta dados sobre indenizações após rompimento da barragem

Fundação destinou mais de R$ 1,84 bilhão em indenizações e auxílios financeiros emergenciais para cerca de 320 mil pessoas

Postado em 29/10/2019 às 12:31 |

A Fundação Renova esclarece que destinou, até 31 de agosto, R$ 1,84 bilhão em indenizações e auxílios financeiros emergenciais para cerca de 320 mil pessoas. Foram pagas 9.120 indenizações e 1.905 antecipações de indenização em razão dos danos gerais sofridos, alcançando mais de 31 mil pessoas. Das propostas apresentadas, 98,6% foram aceitas. A Fundação também indenizou mais de 264 mil pessoas por danos decorrentes da suspensão temporária, por mais de 24 horas ininterruptas, no abastecimento de água. 

  

A partir da entrega dos dossiês produzidos pela Cáritas, assessoria técnica que apoia os atingidos, as famílias de Mariana estão negociando as indenizações por danos materiais e dano moral. Até 31 de agosto de 2019, das 882 famílias cadastradas, 354 iniciaram as negociações com o Programa de Indenização Mediada (PIM), da Fundação Renova, e 200 negociações foram concluídas.  Até o momento, 377 dossiês foram entregues pela Cáritas. 

 

O programa de auxílio financeiro emergencial, por sua vez, assiste atualmente 13.673 titulares, alcançando mais de 31.184 pessoas atingidas. Estas famílias recebem mensalmente o valor correspondente a um salário mínimo vigente, acrescido de 20% por dependente, além do montante equivalente a uma cesta básica do DIEESE, valor este que pode variar mensalmente e tem diferenciação por Estado. 

  

Dano Água 

  

264.216 indenizações pagas (98% das propostas aceitas) 

R$ 270,7 milhões em pagamentos 

  

Dano Geral 

  

9.120 processos de indenização pagos, alcançando 31.117 pessoas 

1.905 antecipações (pescadores profissionais, areeiros e impactados do turismo) 

R$ 542,4 milhões em pagamentos 

  

Auxílio Financeiro Emergencial 

  

13.673 titulares ativos 

31.184 pessoas atendidas, desse total 17.511 dependentes 

R$ 1,02 bilhão pagos em Auxílio Financeiro Emergencial 

 

Quanto aos pescadores, a Fundação Renova informa que, até o dia 31 de agosto de 2019, cerca de 8,6 mil pescadores no Espírito Santo e em Minas Gerais foram reconhecidos como tendo direito ao Auxílio Financeiro Emergencial (AFE) e ao Programa de Indenização Mediada (PIM). 

 

ESPÍRITO SANTO 

•        4,5 mil pescadores 

•        Total AFE – R$ 350 milhões 

•        Total PIM – R$ 257 milhões 

  

MINAS GERAIS 

•        4,1 mil pescadores 

•        Total AFE – R$ 320 milhões 

•        Total PIM – R$ 102 milhões

Fonte:

Deixe seu comentário