Portal da Cidade Mariana

Reflexos da Pandemia

Seu filho está apresentando alguns desses sinais? Se sim, fique atento!

Você conhece os sinais e sintomas da depressão em crianças? Saiba tudo sobre o assunto.

Postado em 10/08/2020 às 15:30 |

(Foto: Pixabay)

A situação da saúde mental da população encontra-se muito delicada, o momento pelo qual estamos passando tem favorecido o crescimento das doenças e transtornos psicoemocionais. Essa situação pode afetar diversos membros da família, não somente os adultos mas também as crianças. Já é sabido que a depressão em crianças vem crescendo com a pandemia de COVID-19.

O crescimento de transtornos de humor, como depressão e ansiedade, em crianças e adolescentes já se mostrava expressivo mesmo antes da quarentena - de acordo com um estudo da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), esses transtornos levam, atualmente, quatro vezes mais crianças e adolescentes à internação do que há dez anos atrás - porém a situação vem se agravando.

As crianças estão sem frequentar as escolas, sem ver os amigos, sobrecarregadas com o ensino remoto, sem contato com membros da família que não residem com elas e, importante, passaram a temer pela sua vida. Todos esses fatores mexem profundamente com a saúde mental, e elas podem adoecer.

Mas a criança expressa sinais e sintomas que podem permitir aos pais buscar tratamento, antes de a situação se agravar. Veja:

  • Reclama frequentemente de dores de cabeça ou dores abdominais: por não conseguir expressar suas emoções adequadamente, a criança reclama de dores físicas porque são mais fáceis de compreender.
  • Apresenta tristeza constante: choro ou tristeza, eventualmente, são comuns em crianças, mas não de modo prolongado e constante.
  • Faz xixi na cama com frequência e/ou eventualmente há vazamento de fezes sem que a criança dê conta: o controle de suas funções pode ficar comprometido pelos transtornos.
  • Demonstra irritabilidade: o excesso de irritação e raiva, que pode ser expressa por gritos e choro, é um sintoma da depressão infantil.
  • Aparenta ter perdido o prazer de fazer coisas que antes gostava: se a criança não brinca, não faz as atividades que fazia com prazer antes da pandemia, pode ser um sinal.
  • Sofre com fobias diversas: a criança não consegue lidar com a situação de tensão e medo recorrente, assim seus receios passam a se projetar mais fortemente e ela se torna amedrontada.
  • Tem grandes variações de peso e passa a comer menos ou mais do que o habitual: a falta de apetite pode ser um sintoma determinante, observe como e quanto seu filho está comendo.
  • Ansiedade, aumento da sensibilidade, apresenta tiques e manias: são comportamentos que se apresentam como um reflexo da diminuição da saúde mental.
  • Sentimento de rejeição escolar: estudar online pode provocar essa condição, que é agravada com o quadro de depressão.
  • Comportamentos de extrema obediência ou submissão: crianças se movimentam, fazem bagunça e nem sempre são obedientes, excesso de subserviência pode ser um sintoma.
  • Distraibilidade, descuido pessoal e corporal: a criança pode não dar atenção aos pais e ao mundo exterior, não querer tomar banho ou escovar os dentes pode expressar um quadro depressivo, já que a criança não vê bons motivos para isso.
  • Comportamento autopunitivo e sentimento de culpa: a criança se xingar, se machucar e se culpar por problemas ou situações pode ser um reflexo de que não se sente bem com a situação em que estamos inseridos.
  • Cansaço, desânimo, fadiga, apresenta problemas de memória, atividade extrema ou apatia: se a criança não tem energia para fazer suas atividades, não se lembra de fazê-las ou está extremamente ativa - além do comum para uma criança -isso é um sinal preocupante, fique alerta.
  • Hipoatividade, fala monótona ou devagar, com ausência de expressão e respostas monossilábicas: o quadro depressivo pode fazer com que a criança se isole, não consiga ou não queira se expressar, o que promove alterações em sua comunicação.
  • Sentimentos de falta de valor ou inutilidade: questionamentos sobre o sentido de sua vida e função para ela podem ser provocados pelo medo da morte.
  • Choros frequentes e problemas com o sono: choros frequentes, angústia, falta ou excesso de sono são sinais aos quais devemos ter atenção.
  • Comportamento parassuicida: acidentes podem acontecer com as crianças, mas com a criança deprimida são mais frequentes, porque ela não se protege.

Se o seu filho apresenta um ou mais dos sinais e sintomas descritos acima, fique atento. Demonstre atenção e esteja presente, caso o quadro se prolongue por mais de 10 a 15 dias procure o apoio de um especialista - pediatra, psicólogo infantil, neurologista, entre outros profissionais da saúde infantil - e relate sua observação. 

O Portal da Cidade de Mariana incentiva aqueles que puderem que se mantenham em isolamento social e façam a manutenção dos cuidados com a saúde no momento atual.


Receba as notícias através do grupo oficial do Portal da Cidade Mariana no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. 📲

Participe: CLIQUE AQUI 👈

Faça parte também das nossas redes sociais: Facebook e Instagram.

©️ 2020 | Todos os direitos deste material são reservados ao Portal da Cidade Mariana LTDA., conforme a Lei nº 9.610/98. A sua publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia é proibida.

Fonte:

Receba as notícias de Mariana no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário