Portal da Cidade Mariana

Coronavírus

Comissão de Saúde debate sobre a testagem sorológica para a Covid-19 em Mariana

A testagem, uma parceria entre a Universidade Federal de Ouro Preto e a Secretaria de Saúde de Mariana, teve início neste fim de semana.

Postado em 17/10/2020 às 17:31 |

Participaram da reunião o vereador Geraldo Sales, a Secretária Adjunta de Saúde Marllene Romão e os professores da Ufop, Adriana Lúcia Meireles, Carolina Ali, George Luis Coelho e Márcio Galvão. (Foto: Reprodução da tela da reunião. )

Participaram da reunião o vereador Geraldo Sales, a Secretária Adjunta de Saúde Marllene Romão e os professores da Ufop, Adriana Lúcia Meireles, Carolina Ali, George Luis Coelho e Márcio Galvão. (Foto: Reprodução da tela da reunião.)

Participaram da reunião o vereador Geraldo Sales, a Secretária Adjunta de Saúde Marllene Romão e os professores da Ufop, Adriana Lúcia Meireles, Carolina Ali, George Luis Coelho e Márcio Galvão. (Foto: Reprodução da tela da reunião.)

Na última quinta-feira (15), a Comissão de Saúde da Câmara de Mariana se reuniu com representantes da Secretaria Municipal de Saúde e Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) para discutirem sobre a testagem sorológica para diagnóstico de soroprevalência do novo coronavírus na população marianense. Neste fim de semana ocorre a primeira fase de testagem no município.

A pesquisa intitulada “Vigilância epidemiológica da Covid-19 na Região dos Inconfidentes-MG” está sendo realizada pela Ufop e tem como objetivo conhecer, monitorar e acompanhar a situação do coronavírus nos municípios de Ouro Preto e Mariana. “O teste sorológico irá avaliar se aquele indivíduo entrou em contato com o vírus [causador] da Covid-19”, esclarece a professora Carolina Ali dos Santos. A pesquisadora ainda enfatiza que nem todas as pessoas que tiveram contato com o vírus adoeceram.

Por meio da testagem, será possível saber, por exemplo, se a distribuição dos casos diagnosticados com a Covid-19 é maior em determinado bairro  e em quais regiões de Mariana concentra mais a soroprevalência. Ao fim do estudo, os resultados obtidos auxiliarão os gestores municipais a elaborar estratégias e implementar ações de flexibilização, medidas assistenciais e de combate à doença e a outras comorbidades que possam estar relacionadas.

Para isso, serão realizados três painéis, com intervalos de 21 dias cada, que é o tempo estimado da incubação do novo coronavírus desde a infecção até o final dos sintomas da doença. Segundo a professora Drª. Adriana Lúcia Meireles, uma das coordenadoras do projeto, que o intervalo é para importante para entender a curva epidemiológica do vírus e como ele se comporta ao longo de três momentos distintos. Ao fim de cada etapa de exames, um relatório com os resultados parciais será entregue à Secretaria de Saúde. A previsão da entrega do relatório final é a partir de janeiro de 2021.

Em Mariana, as datas das três etapas da pesquisa são 16, 17 e 18 de outubro; 06, 07 e 08 de novembro e 27, 28 e 29 de novembro. Conforme esclarecido pela professora Adriana, a cada novo painel serão visitados 500 casas diferentes a fim de proporcionar que mais pessoas sejam testadas e participarem da pesquisa. Todos os participantes irão receber o resultado do seu teste após sete dias e a expectativa é que no fim do estudo 1500 pessoas tenham sido testadas.

A escolha dos domicílios foi feita de forma aleatória através de sorteio do setor censitário, critério utilizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em suas pesquisas. Dentro desta amostragem foram sorteadas as residências que participarão da pesquisa que, por sua vez, tem uma pessoa adulta escolhida para ser testada. Em algumas casas, crianças que já fazem parte de outra pesquisa desenvolvida na Ufop.

Dentre os bairros contemplados pelo projeto estão o Cabanas, Rosário, São Gonçalo e Vila dos Inconfidentes. Já dentre os distritos de Mariana que farão parte do estudo a partir da segunda etapa estão Bandeirantes, Camargos, Cláudio Manoel, Padre Viegas, Passagem de Mariana e Santa Rita Durão com a possibilidade da inclusão de novos distritos.

Além da coleta de sangue para a realização do exame, os participantes também responderão a um questionário virtual complementar sobre os efeitos socioeconômicos e na saúde das pessoas durante a pandemia da Covid-19. Durante as visitas a campo, todos os pesquisadores utilizarão equipamentos de proteção individual (EPIs) doados pela Secretaria Municipal de Saúde de Mariana como avental, touca, máscara e óculos de proteção.

Além dos EPIs, a Prefeitura de Mariana parte da equipe de Agente Comunitário da Saúde (ACS) e Flebotomista (técnicos de enfermagem) que prestam serviços ao município para somarem à equipe do projeto. Ainda, a Prefeitura de Mariana forneceu os testes sorológicos utilizados durante todo o estudo, transporte e alimentação para os pesquisadores nos dias de coleta.

A pesquisa é vinculada ao Programa de Pós-Graduação de Saúde e Nutrição e é uma parceria com as Secretarias de Saúde de Mariana e Ouro Preto. Além disso, tem o financiamento da agência de Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Nota de repúdio

Durante a reunião, o vereador Geraldo Sales, presidente da Comissão de Saúde, repudiou às empresas mineradoras Vale e Samarco e também à Fundação Renova. “Nós nos reunimos com essas duas empresas e com a fundação buscando apoio e parceria para que esse teste sorológico acontecesse antes em nosso município, ajudando a nossa população no combate à Covid-19, e, infelizmente, doutores, não recebemos nem resposta”, declarou o vereador durante a reunião.

“Mais uma vez a iniciativa privada mostra que a saúde pública não é importante para ela. [...] Mais uma vez a gente tem a prova que a saúde pública é feita com recurso público. Então, se a gente não tiver um SUS forte e potente, a gente não dá conta de manter a saúde da população”, enfatizou a professora Adriana Meireles ao falar sobre a falta de apoio das instituições privadas ao projeto.


Receba as notícias através do grupo oficial do Portal da Cidade Mariana no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. 📲

Participe: CLIQUE AQUI 👈

Faça parte também das nossas redes sociais: Facebook e Instagram.

©️ 2020 | Todos os direitos deste material são reservados ao Portal da Cidade Mariana LTDA., conforme a Lei nº 9.610/98. A sua publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia é proibida.

Fonte:

Receba as notícias de Mariana no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário