Portal da Cidade Mariana

Coronavírus

Índice de transmissão da COVID-19 diminui em Minas Gerais, mas alerta continua

Apesar da estabilidade na disseminação do coronavírus em Minas, o nível de casos ainda é alto, e governo pede permanência do distanciamento social.

Postado em 31/07/2020 às 18:35 |

(Foto: Portal da Cidade de Mariana)

Alguns dados indicam a estabilização da epidemia de COVID-19 em Minas Gerais, mas as autoridades alertam para a necessidade de a população não relaxar enquanto não houver vacina para a doença.

Na terça-feira (28), ao comentar a melhora significativa dos índices de transmissão do novo coronavírus por infectado (RT) no estado, o secretário estadual de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, reforçou o pedido para que o distanciamento social seja mantido, além do uso de máscara, da higienização das mãos e, se possível, que as pessoas fiquem em casa.

Segundo ele, o RT em março era 4, o que significa que na ocasião cada infectado passava a COVID-19 para outras quatro pessoas e assim sucessivamente. Amaral destaca o isolamento social como fator preponderante para queda dos números, que hoje variam de 0,98 a 1,05 entre os mineiros.

Com isso, é possível traçar medidas para combater a epidemia e até planejar a retomada de atividades: “Avaliamos várias tendências, como ocupação de leitos, óbitos. E, de uma forma geral, as pessoas não entendem se tratar de uma projeção, não uma profecia. Por isso, é preciso ter cuidado na hora de tomar medidas de avanço. É preciso seguir se cuidando”, afirma o secretário.

Para um controle mais preciso do que está ocorrendo, o governo de Minas dividiu o território em várias macrorregiões de saúde. E isso está valendo até mesmo para a retomada da economia, por meio do que ficou estabelecido no programa Minas Consciente, que deverá ter uma nova versão lançada nos próximos dias.

Minas é um estado muito grande, então há regiões em que o declínio é maior, enquanto em outras está aumentando. Por isso, é importante dividir (o território) para termos ideia de como está a evolução da doença. (...) Um exemplo claro é quando falamos de pico. Nossa ideia era não ter esse pico e estamos conseguindo”, diz Amaral.

CONSCIÊNCIA COLETIVA

Com o RT ficando abaixo de 1 já será possível dar um passo de volta à normalidade. Porém, isso só será possível com a contribuição de todos. 

Carlos Eduardo Amaral / Secretário de Estado de Saúde / Belo Horizonte

Futuro

"É momento de começar a pensar no futuro, em avançar nas ondas, seja do Minas Consciente ou em qualquer outro programa. E para isso é fundamental que haja engajamento, que cada um faça sua parte, tanto na higiene e uso de máscara, mas também tendo ação coletiva."

Carlos Eduardo Amaral / Secretário de Estado de Saúde / Belo Horizonte

O secretário também sugeriu às pessoas que atuem no sentido de conscientizar quem ainda não percebe a importância das medidas de prevenção ao novo coronavírus: "Se identificar uma pessoa que possa melhorar o cuidado, fale para evitar aglomeração. Temos de continuar nos cuidando, evitando reuniões, evitar marcar churrascos, comprar bebida e ficar bebendo na calçada. Ou podemos ter o aumento novamente da transmissão da doença, o que levaria à necessidade de sermos mais rígidos no futuro".


Receba as notícias através do grupo oficial do Portal da Cidade Mariana no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. 📲

Participe: CLIQUE AQUI 👈

Faça parte também das nossas redes sociais: Facebook e Instagram.


Fonte:

Receba as notícias de Mariana no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário